Esqueceu sua senha?

Não é cadastrado? Cadastre-se

termos do contrato

Já é cadastrado? Login

Drª. Isabel Biz De Luca

Conselho Regional: CRM/SC 19602 / RQE 15052

Ginecologia e Obstetrícia

Consultórios de Drª. Isabel Biz De Luca

 Araranguá/SC

Virgulino de Queiroz, 247 Centro

 Turvo/SC

Nereu Ramos, 1200 Centro

Últimos artigos de Drª. Isabel Biz De Luca

VIDEOLAPAROSCOPIA NA ENDOMETRIOSE

02/04/2018

A endometriose é uma doença crônica, inflamatória, estrogênio-dependente que ocorre durante o período reprodutivo da vida da mulher, caracterizada pela presença do endométrio – tecido que reveste o interior do útero – fora da cavidade uterina, ou seja, em outros órgãos da pelve: trompas, ovários, intestinos e bexiga.
Hoje, a doença afeta cerca de seis milhões de brasileiras. De acordo com a Associação Brasileira de Endometriose, entre 10% a 15% das mulheres em idade reprodutiva (13 a 45 anos) podem desenvolvê-la e 30% tem chances de ficarem estéreis.
O diagnóstico definitivo da endometriose é cirúrgico, porém a suspeição e o diagnóstico clínico são pontos de partida para o ginecologista desvendar esta enfermidade. As principais manifestações clínicas da endometriose são a dor pélvica crônica, mais intensa no período +menstrual, de caráter progressivo, dificuldade em engravidar e a presença de massa pélvica em mulheres na fase reprodutiva. Na presença destas condições é recomendável a investigação da endometriose. O diagnóstico clínico de certeza é difícil. Embora estas manifestações sejam muito sugestivas de endometriose, não são exclusivas desta doença e requerem o diagnóstico diferencial com outras condições: aderências, síndrome do intestino irritável, doença inflamatória pélvica, cistite, neoplasias e outras mais. O diagnóstico clínico tem como base a exploração dos sintomas, o exame ginecológico e a identificação de fatores de riscos.
Os exames de imagem que ajudam no diagnóstico são mais adequados para indicar a possível existência do problema. Entre eles destacam-se a ultrassonografia transvaginal e a ressonância magnética de pelve.
O diagnóstico definitivo e padrão-ouro da endometriose é a videolaparoscopia com biópsia e confirmação histológica.  O procedimento é realizado através de pequenas incisões na barriga, e a introdução de instrumentos telescópicos para a visualização, e se for o caso, para a retirada das lesões. A laparoscopia também permite a coleta de material para avaliação histológica e o tratamento cirúrgico das lesões. O ideal é que seja realizado após o término da fase de avaliação por meio dos métodos de imagem, permitindo que o diagnóstico e o tratamento possam ser feitos de maneira integrada – e evitando, assim, múltiplos procedimentos. A Laparoscopia é mais vantajosa porque envolve um menor tempo de hospitalização, anestesia e recuperação, além de permitir uma melhor visualização dos focos da doença. A cirurgia permite um acesso rápido e seguro, com taxa de complicações pequenas. Em grande parte dos casos a paciente pode receber alta no mesmo dia. 

Este profissional não recebeu nenhuma opinião ainda
© Lista da saúde 2018. Todos os direitos reservados.
Sisdado tecnologia