ESCLEROTERAPIA TRATAMENTO DE VARIZES COM ESPUMA

ESCLEROTERAPIA TRATAMENTO DE VARIZES COM ESPUMA

Compartilhe:

Varizes são dilatações venosas, sem função, que aparecem nas pernas, que acontecem fundamentalmente por cinco fatores:
- Hereditariedade;
- Fumo;
- Anticoncepcional;
- Obesidade;
- Trabalhar muito tempo em pé ou sentado;

Portanto, tratar varizes é bem mais complexo do que parece. Envolve o combate à obesidade, uma atividade física regular, a elevação das pernas em período de repouso, a substituição do anticoncepcional por métodos naturais além da suspensão do hábito de fumar.
A ‘’Secagem’’ ou escleroterapia é apenas um dos muitos métodos existentes para o tratamento de varizes.
Consiste na injeção de uma substância ‘’esclerosante’’ que causará uma irritação no interior da veia, impedindo a passagem do sangue, fazendo com que essa veia desapareça.
Dentro as substâncias esclerosantes estão a espuma de polidocanol ou ethanolamina, técnica desenvolvida no Brasil, nos anos 90, pelo Prof. Dr. Roberto Tulli, com qual tivemos o prazer de trabalhar.
Após a injeção, utiliza se uma méia elástica ou contensão elástica com uma atadura, por um período de 2 a 3 dias, para manter a medicação nos trajetos tratados. Ao fim deste período, uma nova avaliação é realizada para saber da necessidade de outras sessões.
A Escleroterapia por Espuma é uma técnica já consagrada no arsenal terapêutico que, quando em mãos habilitadas, traz uma resposta excelente, mesmo em varicosos mais calibrosos.
A época mais favorável é a que o paciente pode ou deseja. Não existe época adequada. Com as técnicas que utilizamos hoje, em qualquer época do ano pode se realizar tanto a cirurgia como escleroterapia, sem prejuízo ao paciente.

Outros artigos