QUANDO VOCÊ DEVE PROCURAR UM PSICÓLOGO?

QUANDO VOCÊ DEVE PROCURAR UM PSICÓLOGO?

Compartilhe:

Muitos são os sinais que representam o momento ideal de procurar um profissional para tratar problemas emocionais

Existem momentos da vida em que nos deparamos com difíceis situações ou nos vemos frente a alguns problemas que parecem não ter solução. São muitos os que pensam em procurar a ajuda de um psicólogo, mas desistem por diversos motivos. São eles: medo,resistência, vergonha, desconhecimento ou até mesmo por não acreditarem que este profissional especializado poderá ajudar. Mas o trabalho clínico tem exatamente esse objetivo, que é ajudar o sujeito a se conhecer e a se encontrar. Para você que ainda tem dúvidas sobre quando procurar a ajuda desse profissional, vamos abordar alguns pontos esclarecedores e sinais que irão auxiliá-lo a tomar essa decisão de transformação por sua vida.
DIFICULDADES DE RELACIONAMENTO 
Os relacionamentos em geral,amorosos, familiares, amigos, com os colegas de trabalho, podem causar sofrimento, angústia e o questionamento de porque não conseguir se relacionar. Se os seus relacionamentos lhe trazem infelicidade, adoecimento emocional e outros sintomas negativos, o acompanhamento de um profissional pode ajudar a encontrar dentro de si os motivos desses incômodos.
QUANDO OS SINTOMAS INTERFEREM EM SUA ROTINA
Você deve ficar atento e observar a sua vida. O que modificou nos últimos tempos e se algum comportamento seu está, de algum modo, limitando sua vida. Você pode não perceber a gravidade do seu quadro, mas é necessário que você pare para se perceber.
Os sentimentos como desânimo, descontentamento, tristeza, falta de sono, falta de apetite,libido baixa, solidão, isolamento social e muitos outros fatores que desencadeiam são os motivos para evolução de doenças como a depressão. A escuta de um profissional pode identificar os motivos e as causas que estão desmotivando a sua vida e a exercer aquelas atividades que outrora lhe dava prazer.
SE VOCÊ PASSOU POR UMA SITUAÇÃO TRAUMÁTICA
Morte na família, divórcio, desemprego ou doenças graves são alguns exemplos de situações traumáticas que podem afetar profundamente o sujeito, causando distanciamento, depressão, insônia e até mesmo para trabalhar ou estudar. Ter um espaço seu para elaborar uma perda, ou lidar melhor com as circunstâncias que lhe despertam o medo de passar novamente por esta situação, é o caminho ideal para você buscar a sua cura.
VÁLVULAS DE ESCAPE
O abuso de álcool, drogas, uso de auto- medicamento, fome, compras, exercícios físico, sono,ou seja, tudo que é em excesso aponta um vazio no sujeito e necessita de intervenção psicológica.
SINTOMAS DE DOENÇAS NÃO DIAGNOSTICADAS
Aquela expressão “o corpo fala” é uma verdade. As dores de cabeça, de estômago, gripes e resfriados de repetição ou dores repentinas sem motivo aparente, alterações como “suar frio”, sempre em alerta com medo de que algo vai acontecer, taquicardia, palpitações no peito, tensão muscular, alterações no humor, tristeza e muitos outros sintomas que aparecem no corpo da pessoa podem ser sinais de problemas emocionais não resolvidos.
Frequentemente os pacientes sentem-se frustrados quando apresentam sintomas em consultórios médicos e fazem uma série de exames no qual em nada resulta. Se você apresenta sintomas inexplicáveis que o médico não consegue diagnosticar, é a hora de procurar um psicólogo.
“Volte seus olhos para dentro, contemple suas próprias profundezas, aprenda primeiro a se conhecer. Então compreenderá porque está destinado a ficar doente e, talvez, evite adoecer no futuro“. (Sigmund Freud)

 

Mais artigos de Carolyne Frederico