Esqueceu sua senha?

Não é cadastrado? Cadastre-se

termos do contrato

Já é cadastrado? Login

Drª. Mônica Anselmo Junkes Antero

1 avaliações
Conselho Regional: CRM/SC 13983 / RQE 9768

Infectologia

Toxoplasmose: entenda os sintomas e como se prevenir Geralmente, a infecção não provoca sintomas, mas algumas pessoas apresentam linfonodos inchados, febre, uma vaga sensação de mal-estar, náuseas e dores musculares.

O Toxoplasma gondii é um protozoário. Aves, pássaros, mamíferos, inclusive os humanos, podem ser infectados por ele. A toxoplasmose infecciosa possui características muito variáveis.

Na população adulta, 70% a 80% dos indivíduos têm exame sorológico identificando infecção pregressa. 

Ela é transmitida por ingestão de alimentos mal cozidos que contenham cistos do parasita, exposição a fezes de gato infetadas ou de mãe para filho durante a gravidez, se a mãe contrair a infeção durante a gestação.


"Em muitos casos, os sintomas da toxoplasmose podem não se manifestar". 


Em muitos casos, os sintomas da toxoplasmose podem não se manifestar ou serem confundidos com os de uma gripe e a pessoa nem fica sabendo que se infectou. Os sintomas mais comuns são febre e, não obrigatoriamente, a presença de gânglios linfáticos que aumentados, ficam um pouco dolorosos e podem ser percebidos pela palpação no pescoço, na nuca, atrás da orelha, nas axilas e regiões inguinais. A pessoa pode sentir também mal-estar, náuseas e dores musculares. 

Doença de evolução lenta, dura semanas. Nas pessoas com a imunidade normal, pode ser tratada ou regredir espontaneamente, isto é, o parasita fica numa situação residual.

O adoecimento da toxoplasmose na sua forma clássica acomete a minoria dos infectados, de 10% a 20% dos casos. Portanto, entre 80% e 90% tem infecção inaparente.

O diagnóstico é pela sorologia, ou seja, detecção dos anticorpos específicos contra o parasita, como as imunoglobulinas IgM, que só existem nas fases agudas, e IgG que está aumentada na fase crônica/cura da doença.


"Se a infecção acontecer na gravidez os parasitas podem atravessar a placenta e infectar o feto, o que pode levar a abortos e a malformações".


Se a infecção acontecer na gravidez (0,5% das gestações), congênita, os parasitas podem atravessar a placenta e infectar o feto, o que pode levar a abortos e a malformações em um terço dos casos, como por exemplo, hidrocefalia, neuropatias e oftalmopatias na criança com défices neurológicos e cegueira.

A realização do exame de toxoplasmose faz parte de um conjunto de exames rotineiros de assistência pré-natal. 

Deve-se tratar o paciente que manifesta sintomas prejudiciais e gestantes, uma vez que dessa forma se acelera a recuperação. O tratamento é feito com antibióticos. 

A prevenção consiste em preparar e cozinhar adequadamente os alimentos. As grávidas devem evitar comer carne mal passada, alimentos crus e beber leite não pasteurizado. Recomenda-se ainda evitar a exposição a fezes de gato, evitar atividades de jardinagem ou, pelo menos, usar luvas. Alimentar os gatos com comida enlatada, ração, água fervida ou filtrada, e não lhes permitir caçar animais também reduz o risco. 






© Lista da saúde 2019. Todos os direitos reservados.
Sisdado tecnologia